quironn

fada da criatividade

O gato do muro estreito

Posted by quironn em 6 Junho 2007

gatoemcenariodaminhainfancia.jpg

Olhou para aquele gato, ali equilibrado sobre um muro do quintal e não o reconheceu. Eram tantos que, por ali passavam, quando era pequenina. Saltava de muro em muro atrás deles para lhes fazer festinhas. Logo a seguir, enchia a casa de pêlos de variadas cores, agarrados às suas saias de pregas que a mãe costumava costurar, quando lhe sobrava um tempinho, depois de muitas horas de trabalho. Também gostava de ver a água a cair, pinga a pinga, dentro do tanque e sentir a frescura daquele cantinho onde se lavavam algumas peças. Na cave, havia uma máquina de lavar para a maioria da roupa. Era de certo modo escuro. Dentro da cave, havia uma divisão separada por uma cortina de pano muito na moda nos anos setenta, onde estava a garrafeira e as batatas. Essas últimas eram as suas preferidas porque achava-lhes imensa graça quando lhes cresciam umas raízes brancas. Do outro lado, havia armários com roupas da outra Estação e bugigangas em prateleiras. A que mais gostava era a caixinha de música, que começava a tocar quando se abria a tampa, e uma delicada bailarina rodava e rodava e rodava, até ficar sem corda.

Olhou para aquele gato, ali equilibrado sobre um muro do quintal e reconheceu-o. Era o gato que já estava na sua última vida, a sétima, aquele que gostava de dormir naquele muro estreito, à espreita daquela que ele mais gostava, a que lhe dava sempre uns restinhos de comida cozinhados com amor. Já estava à espera há muitos dias que ela voltasse do hospital, mesmo sabendo que nunca mais sentiria aquele aroma recheado de afecto da janela da cozinha. Estava lá apenas à espera de se despedir daquela que tinha sido sua dona, durante sete vidas, sem nunca o prender. Estava à espera e ela agradeceu-lhe a companhia…

Quironn (06.06.2007)

3 Respostas to “O gato do muro estreito”

  1. Ana said

    … quem nos acompanha ao longo de sete vidas, sem nunca nos prender, tem-nos eternamente presos.
    Bj.

  2. gitas said

    Bonito e tocante. Os animais são os nossos maiores amigos incondicionalmente!

  3. quironn said

    Os animais são mais humanos na medida em que nos aceitam como somos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: